Na compra e procura de uma casa há muita coisa que se deve ter em conta, vou falar da minha experiência pessoal e por isso pode não ser a mais certa, no entanto partilho convosco a minha percepção e o que aprendi tanto na primeira compra como agora na nova procura.

Desconfiem das paredes pintadas à pouco tempo

Paredes pintadas pouco antes da venda da casa podem indicar problemas de humidade ou algo a ser omitido para o comprador Aconselho por isso, caso estejam decididos a comprar uma casa em que notem esta situação, que falem com os vizinhos e perguntem se o prédio sofre de problemas, inclusive infiltrações e humidade.

Se poderem esperar comprem no Inverno

Porque é que digo isto? Exactamente por causa do tema anterior, humidades e infiltrações são mais recorrentes no Inverno e por isso, requer uma especial atenção caso compremos numa época em que não há chuvas, pois pode-nos passar despercebido algum problema dentro da casa ou no prédio.

Valor do Condomínio

Muitos se esquecem deste dado, que é importante. A minha primeira casa tinha um condomínio no valor inferior a 10€ por mês. No entanto em certas casas o valor de condomínio pode chegar aos 70€ por mês, o que em alguns casos faz bastante diferença nas economias pessoais. Lembrem-se sempre de perguntar quanto é o valor do condomínio e se este é organizado ou não. No caso de edifícios com muitos andares e alojamentos,  um condomínio organizado vai salvar muita dor de cabeça.

Certificado Energético

Este passa também despercebido pela maior parte das pessoas, mas existe uma razão muito importante para se dar o devido valor. Uma casa com um desempenho energético entre A e C não vai precisar tanto de aquecimento no Inverno, por exemplo. O que não só irá fazer com que poupe-mos nas facturas de electricidade como também vamos estar a ajudar o ambiente ao diminuir o consumo de eletricidade. 

Zona e Transportes

Não se compram casas todos os dias, por isso é muito importante terem em consideração a zona envolvente onde está situada a casa e os transportes. Falo por experiência própria, tenho um labrador (que irei certamente falar sobre ele no blog), e não me via de todo a viver num meio demasiado urbano, tenho de ter sempre um jardim perto de casa para o poder passear livremente. É também importante para mim a questão dos transportes, uma vez que se acaba por poupar gasolina, ajudar o meio ambiente e por vezes acaba até por compensar evitar o trânsito da cidade.O comércio perto da casa também é importante. Imaginem que vos falta algo para acabar de cozinhar um prato, é preferível terem uma mercearia a 100m do que terem de pegar no carro e ir a um hiper mercado.

Ano do prédio

O ano no prédio é importante dependendo da zona geográfica, pois existem vários tipos de construção dependendo do período da mesma. Não podemos esperar que um prédio de 1960 ofereça a qualidade, isolamento ou segurança que um prédio de 2001 oferece.

Tentem sempre negociar

Vale a pena fazer sempre uma proposta, não se atirem de cabeça antes de tentarem negociar o valor, sobretudo nesta época em que as habitações estão super inflacionadas. Às vezes ser perderem um pouco de tempo em negociações podem conseguir a casa que querem por um valor um pouco mais simpático.

Comprem casas já com roupeiros

Uma casa que já tenha roupeiros embutidos vai poupar-vos não só dinheiro, como muita dor de cabeça na hora de arrumar toda a roupa. Por isso aconselho vivamente a que a casa que procurem possua já este tipo de facilitação.

Canalizações e Eletricidade

Questionem se as canalizações e parte elétrica ainda estão de origem, em casas muito antigas pode ser um problema e a probabilidade de um cano por exemplo, é muito maior.

Gostariam de acrescentar alguma coisa? Estamos prontos para ouvir!